Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Conto-vos um conto..Contem-nos um também! | 2019

2019-12


 



2019-11

Fundação José Relvas 

Uma vez mais, depois de dadas as boas vindas ao grupo de amigos do Lar e Centro de Dia da Fundação José Relvas e da ARPICA, lá continuámos a nossa a viagem pelo mundo dos contos em “Conto-vos um conto, contem-nos um também!”. Desta feita a história intitulava-se “A mentira tem perna curta”, um provérbio popular português, onde os personagens principais, a raia, o polvo, a solha e o caranguejo nos fizeram revisitar vivências passadas tendo como mote os provérbios de outrora que tão bem se aplicam aos dias de hoje.
Foi fantástica a interação entre todos os presentes. De uma forma ou d’outra todos nós já dissemos umas mentirinhas sem maldade e algumas bem divertidas, como o caranguejo fez com os seus amigos. E não podia terminar de melhor forma, a menina Diamantina fazia anos e foi surpreendida por todos quando lhe cantámos os “Parabéns a Você”. Ficou bastante emocionada, pois não esperava aquele momento. Até à próxima nossos amigos!


ARPICA

Uma vez mais, depois de dadas as boas vindas ao grupo de amigos do Lar e Centro de Dia da Fundação José Relvas e da ARPICA, lá continuámos a nossa a viagem pelo mundo dos contos em “Conto-vos um conto, contem-nos um também!”. Desta feita a história intitulava-se “A mentira tem perna curta”, um provérbio popular português, onde os personagens principais, a raia, o polvo, a solha e o caranguejo nos fizeram revisitar vivências passadas tendo como mote os provérbios de outrora que tão bem se aplicam aos dias de hoje.

Foi fantástica a interação entre todos os presentes. De uma forma ou d’outra todos nós já dissemos umas mentirinhas sem maldade e algumas bem divertidas, como o caranguejo fez com os seus amigos. E não podia terminar de melhor forma, a menina Diamantina fazia anos e foi surpreendida por todos quando lhe cantámos os “Parabéns a Você”. Ficou bastante emocionada, pois não esperava aquele momento. Até à próxima nossos amigos!


 



2019-10

Fundação José Relvas

Partindo da bela fábula de Esopo “O rato do campo e o rato da cidade” a contadora de historias levou os utentes da Fundação José Relvas a acompanharem as aventuras dos dois amigos ratos, primeiro pelo campo e depois pela cidade. Entre o ouvir e o partilhar, todos refletimos sobre as nossas vivências e as vantagens de viver no campo e viver na cidade. E confirmou-se a moral da história: mais vale uma vida simples e feliz do que uma vida farta, mas cheia de perigos e dificuldades. Para terminar tivemos uma atividade lúdica e a oferta de ratinhos feitos em balões de modelagem.

Muito obrigado amigos por esta partilha em mais um “Contem-nos um conto…, contem-nos um também!”, e até breve!

ARPICA


 



2019-09


Fundação José Relvas
 
E foi mais uma Viagem ao mundo dos contos, levando as nossas memórias até às mercearias da nossa Alpiarça. Quando as Redes Sociais era coisa inimaginável, era aqui, nestes locais, que as pessoas frequentemente socializavam e conviviam. A contadora através do conto, levo-os a recordar memórias vividas. A figura do merceeiro, aqui representada pelo Sr. Joaquim, figura alta, forte, de bigode e de trato rude, marcou o inicio da contação da história “Cão que ladra não morde”, em que este provérbio popular esteve sempre presente neste “Conto-vos um conto, contem-nos um também!” para os idosos do Centro de Dia e Lar da Fundação José Relvas.

Obrigado amigos, por tantas memórias vividas por vós e agora contadas a todos nós.

Até breve!



ARPICA


 



2019-08

ARPICA
 
Como "quem conta um conto acrescenta um ponto" e tudo depende dos ouvidores, João e Maria, a sua família e a Bruxa Má apesar de protagonistas da Casinha de Chocolate", sofreram diferentes/novas metamorfoses pelas mãos da contadora de histórias. E uma vez mais os utentes da ARPICA ouviram com entusiasmo uma bela história, de tal forma que alguns a acharam "curta"!!! Mas acabou por se tornar longa...pois foram muitas as pequenas históricas que nos foram contando na 1ª pessoa, fazendo-os reviver as suas infâncias, com bons e menos bons momentos, mas com muita saudade. É esta a magia de mais um "Conto-vos um conto...contem-nos um também".
 
Obrigado amigos, até breve!
 
 
Fundação José Relvas 
 
 
2019-02
 
Os amigos, "O Frango e o Facadas" foram os dois grandes protagonistas nesta bela tarde de inverno em que tivemos a visita dos nossos amigos, utentes do Lar da Fundação José Relvas para mais um "Conto-vos um conto...contem-nos um também!". E assim aconteceu. Contadas as aventuras e desventuras do Frango e do Facadas num mundo rural em que as 
metáforas humanizam as bestas e animalizam as pessoas, foram várias as histórias que foram contadas e que nos transportaram à Alpiarça do antigamente, onde os burros, as mulas (em maioria), as éguas e os cavalos faziam parte dum quotidiano marcado pela dureza dos trabalhos do campo e da charneca. Ambos, os homens e os animais, muito sofreram. Disse-nos o Sr. Raimundo: "cando a mula, já aborrecida, saia desvairada levando a reboque a charrua, lá ia a gente a correr no meio dos torrões, também “mais mortos do que vivos” a tentar acalmar o infeliz do animal" e rematou: "hoje há os tratores, ainda bem que tudo se modernizou". Depois “E os burros? Sabiam que foram eles que inventaram a poda?...” 
E esta visita acabou com dança e com um jogo: colocar um rabo no burro, mas às cegas! E todos conseguiram! 
Uma vez mais, obrigado pela vossa visita!
 
 
2019-01
 
Fundação José Relvas
 
As atividades “Pela Biblioteca Acontece…” não podia ter começado da melhor forma no Novo Ano. Os nossos amigos da Fundação José Relvas, do Centro de Dia e do Lar, estiveram connosco para mais um “Conto-vos um conto…contem-nos um também!”. Depois de todos os presentes desejarem um Feliz Ano Novo, foi a vez da contadora de histórias agradecer, em nome da Biblioteca, e desejar-lhes um Excelente Novo Ano, principalmente com muita saúde e paz. 
Contou-se a história “Uma Velha amiga” de Susana Leal. Uma deliciosa viagem às recordações de infância de Sara e da sua avó Celeste. Além de ter um sabor de tempos passados, encerra uma lição de vida para não mais esquecer. No final, e para encerrar o momento, fomos presenteados por dois utentes com memórias em forma de cantigas, da sua infância, entre as quais, uma poesia dedicada a Alpiarça. Foi um momento de muita emoção que deixou alguns de lágrima no olho e muita saudade. 
Mais uma vez, obrigado pelos momentos que têm partilhado connosco, pois tem sido muito enriquecedor. 
Vamos encontrar-nos mais vezes!
 
 
ARPICA
 
Como inicio de tarde, não podia ter começado da melhor forma…a Biblioteca Municipal de Alpiarça recebeu de novo, para mais uma visita, ouvir uma história e partilhar memórias, os nossos amigos da ARPICA. Este “Conto-vos um conto, contem-nos um também” iniciou-se com um momento de animação musical, seguido da história “Uma Velha Amiga” sendo a(s) árvore(s) as protagonistas principais. No final, a contadora de histórias incentivou a relembrar momentos passados, da infância e juventude e todos tiveram uma palavra a dizer sobre a sua relação com a natureza, especialmente com as árvores, desde o amor ao trabalho. E foi tão bom…, como o é sempre. Obrigado amigos, até à próxima!
 
 

 

Visitas: 314