Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Mostra Fotográfica "Natureza" João Borgas

 


Patente até ao final de setembro


 

João Borgas
 
João Manuel Franco Borgas nasceu a 10 de Março de 1951 em Alpiarça
 
Amante e profundo conhecedor da Natureza, João Borgas mostra-nos através da sua lente algumas das melhores fotografias do seu vasto portefólio, captadas nos campos de Alpiarça. 
 
 
   

 


A Reserva do Cavalo do Sorraia e a sua zona envolvente é um dos locais de eleição de João Borgas no seu contacto permanete com a natureza. O próprio deixa-nos um texto que escreveu em 2013 sobre a génese daquele espaço.

Reserva do Cavalo do Sorraia em Alpiarça, como tudo começou?

Ao fim de muitos anos, um dia por acaso, encontrei-me com o meu velho amigo de escola, o João Serrano, os dois já carecas, conversámos, contamos velhas aventuras do passado e falámos do presente, onde ele me disse que andava a tirar um curso na América. Eu disse-lhe que estava reformado. Na ocasião, perguntou-me onde eu trabalhava e disse-lhe que era na Reserva Natural de Alpiarça, um espaço com 36 hectares vedados, onde tínhamos Cavalos para montar, Gamos, Damaliscos Dorcas, Dromedário, Iaques, Veados Wapiti, Avestruz, Javalis, Raposas, Texugos, Ginetos, Sacarrabos, Pécaris, Burro, Bufos Reais (dos quais consegui várias ninhadas), Bufos Pequenos, Corujas das Torres, Coruja do Mato, Mocho Galego, Águia de Asa Redonda, Milhafre Preto, Galinhas de Pequim, Galos de Banquiva, Cabras Anãs, Nandus, Cavalos de Timor, Cobras, Lagartos, Víbora, etc. . Mas que se encontrava tudo deserto e abandonado, no momento convidei-o para lá ir, e lá fomos. Quando o João Serrano lá chegou ficou parvo com aquele espaço completamente abandonado e disse: realmente isto é uma pena estar  assim abandonado, temos que fazer alguma coisa para dar vida a este espaço. Eu concordei  e perguntei: então o que é que achas que devemos aqui por? João Serrano respondeu: não sei temos que pensar, por enquanto não posso fazer nada porque tenho que ir para Boston, mas fico em contacto contigo, isto não pode ficar assim!

Passados uns dias, já em Boston, o João Serrano ligou-me a perguntar se eu sabia o que era um Takae um pássaro da Nova Zelândia que estava em vias de extinção. Eu disse que conhecia, mas que alguém já o estava a reproduzir em cativeiro por causa disso mesmo. João Serrano respondeu: nesse caso temos que pensar noutra coisa, um abraço. E desligou o telefone. Mais tarde voltou a ligar-me, era meia noite, como é normal numa chamada àquela hora do outro lado do Atlântico. Fiquei preocupado, quem será a esta hora o que se terá passado? Do outro lado responde: tô é o João Serrano. Perguntei: então já cá estás? Respondeu: não, estou do outro lado do Oceano. Sabes o que é o Cavalo do Sorraia? Sei, e sei onde eles estão. Ele respondeu: tás a brincar? Olha que só existem cento e setenta e dois no Mundo, não estás enganado? Eu disse: não, sei muito bem o que é um Cavalo do Sorraia e sei onde eles estão. O João, entusiasmado, disse: epá, quando eu aí chegar podemos ir velos? São animais que estão á beira da extinção e é um bom motivo para criarmos um centro de recuperação desses animais lá na Reserva.

E assim foi. Quando o João Serrano chegou de Boston levei-o á Quinta da Boa Vista, da D. Madalena Abecassis, e mostrei-lhe os Sorraias que andavam lá no campo. Ele ficou espantado, disse a pastenejar: é isto mesmo! A partir daí começamos a contactar entidades relacionadas com a recuperação de espécies em vias de extinção, acabamos por comprar os Cavalos e Éguas do Sorraia á D. Madalena Abecassis. Comprámos também o Mabão a um particular, o Público num leilão na Fonte Boa e por aí fora- Tivemos várias reuniões com oficiais do exército com o objetivo de implantar uma pista de atrelagem na zona da Reserva e tudo isso foi conseguido, vieram militares construir os obstáculos, que hoje vários estão desmanchados, outros faltam-lhe parte dos toros. Pedimos também ao Quartel dos Paraquedistas uma viatura para nos servirmos na Reserva, a qual foi conseguida. Enfim, e tudo isto partiu de duas cabeças, que pertencem: uma ao Dr. João Manuel Monteiro Serrano; a outra ao João Manuel Franco Borgas.

                                                                                                                                                      15-11-2013

                                                                                                                                             João M F Borgas

 
 
Visitas: 401