Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Comunidade de Leitores | Fevereiro 2020

 
O 4º encontro do ciclo 2019-2020 terá lugar no dia 29 de fevereiro de 2020, pelas 17h30, na Biblioteca Municipal. 

Neste encontro da Comunidade de Leitores teremos o privilégio de contar com a presença de Teolinda Gersão. Será certamente um excelente momento de partilha e de comunhão entre a escritora e os seus leitores, tendo como pano de fundo a sua obra, mas muito especialmente o livro “Prantos, amores e outros desvarios"



A Comunidade de leitores da Biblioteca Municipal de Alpiarça pretende promover e consolidar os hábitos de leitura junto da comunidade alpiarcense, oferecendo um espaço/momento de convívio entre aqueles que gostam do livro e da leitura, em que possam partilhar as suas experiências como leitores. Que este constitua um bom momento de conversa, informal, na (re)descoberta de determinado texto ou tema proposto para debate. Que o olhar do outro sirva de contraponto, seja um outro olhar, que ofereça ao grupo a oportunidade de partilha de opiniões e de afetos, que crie e fortaleça o sentimento de pertença a esta Comunidade de Leitores que tem na cultura, no livro e na leitura uma paixão comum.

Para este 2º ciclo, foram selecionadosos os “Contos" dos seguintes escritores: Eça de Queirós, Edgar Allan Poe, Isabel Allende, Teolinda Gersão, Jorge Luís Borges, Mário de Carvalho e Afonso Cruz, alguns deles vão estar entre nós.    

Participe, as inscrições encontram-se abertas. Podem-se efetuar on-line aqui, via e-mail para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., para o telefone 243 559 110, ou presencialmente na nossa Biblioteca Municipal. 
 
Os encontros da Comunidade de Leitores realizão-se uma vez por mês, no último sábado, salvo casos pontuais que justifiquem outra periodicidade.
 
Existem livros disponíveis para empréstimo domiciliário a quem esteja interessado em participar na Comunidade de Leitores, a maiora disponibilizados pelas Bibliiotecas Municipal da RIBLT (Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Lezíria do Tejo), que muito agradecemos.  

 
A morte de um homem amado; o pranto de uma mulher que falha uma promessa e se julga castigada; uma mãe, uma filha e o cheiro venenoso das acácias; uma mulher que se extravia dentro dos seus sonhos; aquele elevador com alguém preso lá dentro; o futebol, implacável jogo bravo; setenta e cinco rosas cor de salmão, seguras por um laço de seda e embrulhadas em papel de prata; solidariedade machista, conselhos de um velho a um rapaz; uma água-marinha que traz uma mensagem; não cobiçar as coisas alheias; uma teia de enredos, e a Alice que caiu num buraco do qual dificilmente conseguirá sair.
Catorze contos extraordinários, de uma das autoras mais consagradas e inquietantes da literatura actual, que nunca deixa de nos surpreender com a acutilância e profundidade da sua escrita.
 
Teolinda Gersão estudou nas universidades de Coimbra, Tübingen e Berlim, foi leitora de português na Universidade Técnica de Berlim e professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde ensinou Literatura Alemã e Literatura Comparada. A partir de 1995 passou a dedicar-se exclusivamente à escrita literária. Viveu três anos na Alemanha, dois anos em São Paulo, Brasil, e conheceu Moçambique, onde se passa o romance A árvore das palavras (1997). Foi escritora-residente na Universidade de Berkeley em 2004. É autora de vários livros de ficção, traduzidos em 11 línguas.
 
 
 
In: Wook e Wikipédia


 
Foi de facto um enorme privilégio termos entre nós, Comunidade de Leitores, a escritora Teolinda Gersão e também a sua filha Sílvia. E isso aconteceu de forma muito especial. Iniciámos esta viagem (sempre) inacabada à volta dos livros e da leitura na Reserva Natural do Cavalo do Sorraia, onde nos deliciámos com o bom almoço servido no restaurante daquele magnífico espaço. Por sugestão da escritora, no momento seguinte, fomos visitar a Casa Estúdio José Relvas, na Golegã. Esta sugestão aconteceu porque Teolinda Gersão já visitou várias vezes a Casa dos Patudos, Museu de Alpiarça (que adora) com a família e ficou com a curiosidade de visitar a Casa Estúdio do pai de José Relvas. E muitos de nós, apesar da proximidade, ainda não tínhamos visitado aquela magnifica Casa, que nos transportou à génese da fotografia em Portugal e no mundo, ao assombro do registo de imagens de forma muito diferente da pintura. De regresso a Alpiarça e à Biblioteca Municipal, deparámo-nos com o final de mais um “Sábados a Contar”, com a alegria das crianças e dos pais, alguns ainda envolvidos nas atividades, outros já de regresso a casa, de livros na mão. Visitámos a exposição “O grão à mesa” de Natércia D’Almeida, muito do agrado de Teolinda Gersão, grande apreciadora das artes plásticas.
Depois de uma visita breve à Biblioteca e reunidos todos os elementos da comunidade (alguns só tiveram oportunidade de se juntar para o momento literário), demos início ao nosso encontro. Como era expectável, desenvolveu-se uma agradável conversa entre a escritora e os seus leitores. Percebemos a real dimensão desta grande senhora da literatura e da cultura portuguesa. O apego em nos transmitir a sua visão do mundo através da sua magnífica escrita, as suas preocupações sociais, politicas e económicas que comungámos sobre este Portugal à beira mar plantado. Também a sua, a nossa, visão do mundo atual. Foi uma conversa muito abrangente, eclética, como tem sido apanágio nestes nossos encontros. Intervalámos para o 2º momento gastronómico do dia. Deliciámo-nos com os bolos confecionados pela Rosário (como já é habitual) e desta feita também pela Maria José. Muito obrigado a ambas. Este momento de pausa foi aproveitado por Teolinda Gersão para visitar a exposição multimédia “Magia/ Através/ O Céu/ O Mar/ A Natureza", também de Natércia D'Almeida. Confessou-nos a surpresa e agrado pelo conceito apresentado, de toda a beleza estética que nos envolve no momento do seu usufruto.
Voltámos ao espaço do encontro e finalizámos esta inesquecível dia da comunidade de leitores na companhia da Doutora Teolinda Gersão e da sua filha Sílvia, agradecendo, uma vez mais, a disponibilidade de ambas para estarem entre nós. Foi, sem dúvida, um enorme privilégio. O nosso muito, muito obrigado! Recebam um grande abraço de todos nós, com amizade, até sempre!


Fotos:

 

 
 
 
Visitas: 179