Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Átrio

 
Em termos funcionais a Biblioteca está dividida nos dois circuitos tradicionais: o circuito do documento e o circuito do utilizador. A estes dois circuitos correspondem duas grandes ordens de serviços: os serviços internos e os serviços públicos. O átrio aparece como o elemento distribuidor destes circuitos e serviços, ligando-se através dele as salas de leitura/seções infanto/juvenil e de adultos, o bar, o auditório e os serviços internos. Este espaço amplo é também ocupado regularmente com exposições temáticas.    
 
No átrio, no balcão de atendimento, podemos obter informações gerais sobre a funcionamento da biblioteca, inscrevermo-nos como leitores, etc., etc. É também aqui que está centralizado o serviço de empréstimo domiciliário, onde convergem todos os outupts dos restantes postos de atendimento existentes nas restantes seções, assim como a devolução de documentos.
 
 

 

Envolventes

 

Apresentação

 


A Biblioteca Municipal de Alpiarça (BMA), inaugurada em 1989, funcionou provisoriamente no 1º piso do antigo edifício dos Paços do Concelho até 2007. Um belo edifício, mas com múltiplos problemas de acessibilidade e funcionalidade. Só passadas quase duas décadas, em 2007, é que se deu a transição para este novo espaço: moderno e funcional, com boas acessibilidades e estrategicamente inserido no tecido urbano da vila. Recebeu então a denominação de Biblioteca Municipal de Alpiarça, Dr. Hermínio Duarte Paciência, em honra deste ilustre alpiarcense. Passou a integrar a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas em 2001, altura em que foi assinado o contrato-programa com a DGLB. Como serve uma população com cerca de 8.500 habitantes, a sua edificação baseou-se no Programa Tipo B.M.1.
 
  
 
Ao passarmos pela rua contígua à Biblioteca não ficamos indiferentes ao conjunto arquitetónico. O edifício, com uma área útil de 900m2, tem uma imagem exterior extremamente sugestiva e apelativa à sua utilização. No seu interior reencontramos estes atributos, convidando a uma utilização dinâmica e interactiva dos espaços e serviços disponíveis por parte dos utilizadores inscritos. Como é característico nas bibliotecas públicas foi dada especial ênfase ao livre acesso, o que exige uma fácil leitura dos espaços e isso é notório e, simultaneamente, revelador dos cuidados tidos na sua conceção. Em termos funcionais, está dividida nos dois circuitos tradicionais: o circuito do documento e o circuito do utilizador. A estes dois circuitos correspondem duas grandes ordens de serviços: os serviços internos e os serviços públicos. O átrio aparece como o elemento distribuidor, ligando-se através dele as salas de leitura infantil/juvenil e de adultos, o bar, o auditório e os serviços internos. Ambas as salas de leitura são amplas, respetivamente com 134 m2 e 238 m2, mostrando-se bastantes funcionais apesar do modo peculiar de distribuição do mobiliário, algo labiríntica. Nos serviços internos encontramos as salas de tratamento documental, de manutenção, de reuniões e o gabinete do bibliotecário. Todas estas salas de trabalho são amplas, funcionais e têm uma boa iluminação natural. Finalmente, o depósito de documentos, equipado com estantes móveis, que perfazem trezentos e quarenta metros lineares, quase tanto como as que estão em livre acesso, trezentos e oitenta metros.
 
Procura dar-se, assim, à população deste Município as melhores condições em termos espaciais e funcionais para o pleno usufruto de um ambiente onde todos possam contatar com novas ideias, realidades e pensamentos, essenciais na obtenção da plena cidadania, tendo o livro e a leitura, no seu suporte tradicional, uma forte presença na colecção, para todos os escalões etários. No entanto, atualmente, sente-se uma forte tendência para a utilização das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), como a Internet, recursos multimédia e audiovisuais.
 
Que a biblioteca seja também um local de convívio onde os cidadãos possam partilhar e divulgar os seus conhecimentos e onde, simultaneamente, possam usufruir das novas tecnologias e das novas formas de comunicar, como é exemplo a Internet, facilitando a aprendizagem ao longo da vida e promovendo a inclusão digital.
 
Para se conseguirem atingir estes objectivos o edifício tem, como o define o autor do projecto, arquitecto Artur Cabreira: “uma forma...no seu todo...pouco rígida, havendo uma articulação de volumes com alturas e direcções diferentes, correspondendo estes às diferentes funções que cada espaço alberga em si, deixando a quem observe o edifício no seu exterior, a sensação que este não é um objecto monótono e pesado, mas que revela um certo dinamismo. Dinamismo este que relaciono muito com o "saber" e com o "conhecimento".


Planta Interior

 

É constituída pelas seguintes áreas funcionais:
 

- Átrio/Recepção

 

- Secção de Adultos/Audiovisuais e multimédia

 

- Secção Infantil/Juvenil/Audiovisuais e multimédia

 

- Espaço “Hora do Conto"

 

- Serviços Técnicos

 

- Depósito

 

- Auditório

 

- Bar

 


View the embedded image gallery online at:
http://alpiarca.pt/bma/index.php/espaco?start=5#sigFreeIde58c5626a7


27 de abril de 2021
 


View the embedded image gallery online at:
http://alpiarca.pt/bma/index.php/espaco?start=5#sigFreeIdd4975fad8a


16 de agosto de 2021




 

 

Secção Infantil/Juvenil

À semelhança da Secção de Adultos, esta Secção está equipada com o mobiliário e sinalética adequada aos escalões etários que a frequentam, procurando potenciar o enlace entre os documentos e os seus potenciais utilizadores, simultaneamente confortável e seguro. Optamos por um mobiliário "transparente" em que o livro na estante é o ator principal, ao mesmo tempo facilitador na preservação e no acesso à informação,

Contamos com cerca de 32 lugares sentados, onde se incluem 6 postos de trabalho com acesso à Internet, colocados no "meio dos livros", potenciando assim a utilização de todos os suportes, tangíveis e não tangíveis.

Nesta mesma secção encontramos o espaço multimédia que conta com 4 lugares sentados, com respetivos equipamentos de reprodução e visualização.

 

View the embedded image gallery online at:
http://alpiarca.pt/bma/index.php/espaco?start=5#sigFreeId106ea615cc
 

 


 

Secção de Adultos

Com o mobiliário adequado, procurando potenciar o enlace entre os documentos e os seus potenciais utilizadores, simultaneamente confortável e seguro, optamos por um mobiliário "transparente", pouco interventivo no espaço, facilitador na preservação e no acesso à informação, com uma disposição algo labiríntica de forma a criar nichos de utilização preferenciais e mais reservados, contribuindo, assim, para uma quase personalização num espaço público de acesso à informação. 

Contamos com cerca de 42 lugares sentados, onde se incluem 10 postos de trabalho com acesso à Internet, alguns colocados no "meio dos livros" dando um sinal inequívoco que hoje devemos entender que o acesso à informação se faz através de múltiplos suportes, tangíveis e não tangíveis.

Nesta mesma seção encontramos o espaço multimédia que conta com dois pontos de visualização e 10 lugares sentados, com respetivos equipamentos de reprodução. 

Aqui estão disponíveis os serviços de empréstimo domiciliário, serviço de fotocópias e impressão, o serviço de referência -  em que a pesquisa e fornecimento de informação passou a fazer-se, preferencialmente, através das TIC -, serviço de acesso à Internet convencional e recursos multimédia.

 

View the embedded image gallery online at:
http://alpiarca.pt/bma/index.php/espaco?start=5#sigFreeId0cbc7f6cef