Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Tecnologia - Controlo do acesso posto de trabalho

Controlo acesso posto de trabalho

Uma das maiores dificuldades sentidas nas bibliotecas públicas, atualmente, reflete-se na gestão dos postos de trabalho públicos com ou sem acesso à Internet, ainda mais quando estes se misturam no mesmo espaço dos documentos tradicionais, que é o caso da biblioteca de Alpiarça, que afinal é uma das nossas bandeiras.

Esta dificuldade obriga a que muitas vezes se criem espaços (verdadeiros “guetos”)  dentro das bibliotecas, onde são confinados os utilizadores habituais destes postos de trabalho (PT). Por este motivo, perde-se aqui uma excelente oportunidade de socializar estes utilizadores com os documentos tradicionais, numa primeira linha com os livros impressos, tidos como os principais instrumentos para a promoção leitura.

Como sabemos, cada vez mais, o acesso à informação faz-se através das novas tecnologias, nomeadamente através da Internet. Nós colocámos os postos de trabalho “no meio dos livros", afinal eles são apenas uma forma diferente de aceder à informação. Estabelecemos assim uma relação de proximidade com o livro, que funciona como um convite à sua leitura. Esta simbiose funciona exemplarmente na secção infanto/juvenil. O convite à leitura torna-se mais intenso, logo mais fácil de avaliar. Muitas crianças que só vinham à biblioteca ”para irem aos computadores” acabaram por se deixar envolver pelo livro, consultam-no, requisitam-no...e assim conquistamos novos leitores.

Não nos alongando muito nesta problemática, mas para manter o ambiente nas salas de leitura estável, havia que resolver o problema do controle dos postos de trabalho públicos.

Existem muitas aplicações do mercado com essa funcionalidade, alguns deles free/open source. Das testadas, havia sempre algum pormenor que penalizava a sua utilização, um deles era a impossibilidade de utilizar a base de dados dos leitores inscritos na biblioteca, que incluía a foto pessoal. Assim decidimos desenvolver uma aplicação que nos possibilitasse controlar a utilização dos computadores (não o controle do acesso à Internet, esse efeito através de uma filtro inteligente em Linux, o ZoneCd) por parte dos nossos leitores, utilizando os dados provenientes das bases de existentes.

Assim, através da linguagem Java, linguagem de programação orientada a objetos, criamos uma interface gráfica (como o IDE NetBeans) para a colocação dos diversos objetos no frontend, que por sua vez estão associados às diversas classes que permitem o acesso às bases de dados existentes (remotamente, na rede informática). Essas classes são responsáveis pelo preenchimento automático dos diversos campos (nº leitor, nome, idade) ao passarmos com o cartão de leitor pelo código de barras. Depois, outras classes são responsáveis pelo cálculo do tempo de utilização, registo de penalizações (que pode ser feita no momento, posteriormente somos avisados da sua existência quando o leitor se pretende inscrever) e registo dos dados de utilização. Quanto necessário, obtemos os dados de utilização dos postos de trabalho através da listagem existente na interface gráfica, permitindo também gerar dados estatísticos. Neste caso utilizamos o Excel ligado às bases de dados.

Para finalizar, e como não poderia deixar de ser, a aplicação permite o controle efetivo dos postos de trabalho: lançar um aviso ao leitor através de um pop-up que surge no monitor (imagem abaixo, da Secção Infantil) e bloquear o PT quando o leitor não tem, deliberadamente, um comportamento adequado. 

 

A aplicação tem feito um excelente trabalho, possibilitando um controle muito eficaz dos postos de trabalho e com custos muito reduzidos. Estão sempre em cima da mesa novos desenvolvimentos, resultantes da constatação das suas possibilidades em resolver determinadas situações, o que é uma vantagem significativa e que acontece quando a aplicação é desenvolvida por nós próprios. 

 

# Tecnologia: Java/OBDC Access | 2012

Visitas: 808